.

A verdade não era. Nunca o foi, pensou. As sombras se moviam, eles não percebiam?… vivia entre atros, movimentavam o ar nos vazios entre os instantes do passar, malicioso, o espaço, carregando ao colo o tempo.

O pino é retirado, um acionamento lesto, quando o aspergido pó claro é recolhido no trapo molhado.

A verdade. A verdade! A tiraram de si. Levaram ainda a sua, devorada pela fome insaciavelmente tola entre os pequenos e os vultosos miseráveis ids de grandeza, expandindo-se onde os egos e os super, desentremeiam de uma verdade real.

Os fios, das caixas vermelhas, cortados.

Todos loucos, os que vigiam e os analisados. Verdades comprimidas, insubstanciais e descabidas. Olhe aquele pônei, ali na pintura, o quadro mais belo: sua tinta nunca seca, a inspiração é infinita. Ele cavalga e se esconde, deixa apenas o chifre de fora. Era uma tartaruga, se fez um cavalo noviço e agora, um unicórnio que brinca de brincar de se esconder. Olhe as paredes! dos prédios com a poeira do poder que se construiu. São instantes fixos, que nem nisso se prestam. Ressecam a cada respiração, descoram por todo fóton que lhes golpeia. Está bem ali, não veem? Não o diz o coração, comprimindo o sangue e o teu peito? Calou o tímpano, secou a língua, o cérebro deturpa o amargo elétron que um e outro hemisfério emite.

Grandes e pequenas folhas de algodão trançado.

Mata-nos. A verdade não o era? A sanidade os atinge. A luz clara os ofusca, se proveniente do núcleo molecular. Somos presos, estando livres; somos loucos, estando sãos.

Odorizantes e lúciferes.

Eu voarei por uma nesga esquecida, que não descobri. Ouvi no ar, seu chamado. Fluirei entre as copas, envolto sob os raios da lua clara. Os deixarei, entre suas penumbras de silêncio ruidosas, embalados ao calor e iluminados por flamas.

Portas barradas e cabos rompidos.

Sana manias da psiquê atria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.